China e Brasil trocam suas experiências na implementação de políticas públicas de saúde!

21

Fotos: Rodrigo Augusto

Curitiba e Xangai foram escolhidos como cidades representantes do Brasil e da China, respectivamente, para trocar suas ideias e experiências na área de promoção da saúde. O prefeito de Curitiba, Gustavo Fruet, e Fu Hua, professor e vice decano da Escola de Saúde Pública e Diretor do Departamento de Medicina Preventiva da Universidade Fudan, na China apresentaram perspectivas, números e políticas adotadas em cada local, demonstrando a habilidade prática de implantação das políticas discutidas na conferência.

Antes da apresentação de ambos representantes, a pesquisadora brasileira Maria de Fátima Marinho apresentou para os conferencistas presentes os sistemas de análise da saúde brasileira, seus indicadores e as necessidades políticas e operacionais necessárias, para fazer da equidade e do bem estar os pilares do pensamento saudável. “O fazer individual tem que ser rompido. Saúde é um assunto que deve ser tratado de forma coletiva sempre, e aí eu pergunto a vocês: Será que a promoção da saúde está na discussão dos políticos esse ano? Será que está pauta dos orçamentos municipais e estaduais?”, indagou. 07

ENQUANTO ISSO EM CURITIBA

Após a apresentação inicial, quem assumiu o púlpito foi o prefeito Gustavo Fruet, que da mesma forma como fez na abertura de domingo, reapresentou alguns números e projetos que consolidaram a cidade de Curitiba como sede perfeita para receber uma conferência que fala de promoção de saúde. “Para exemplificar nosso modelo de gestão igualitária, estamos há mais de um ano sem pessoas desabrigadas por causa de chuvas, e não foi por falta dela. Modelamos e implementamos uma política de realocação das famílias para fora das áreas de risco, prezando sempre pela atenção humana”, disse.

E LÁ NA CHINA

Depois do prefeito, foi a vez de Fu Hua assumir o púlpito para falar, principalmente, sobre a estrutura legislativa da China, abordando todo o processo de implantação política de qualquer nicho. “A constituição é formada pelo congresso nacional, enquanto as leis são reguladas por comitês. As regras, diferentemente, vêm dos conselhos de províncias, e são nesses pontos que podemos desburocratizar a entrada da equidade como política pública”, citou.

Hua ainda citou as experiência de incentivo à política de saúde. “Na China, temos um projeto de incentivo ao empreendedorismo, que ajuda no fomento das políticas de promoção de saúde. Isso é fruto de um sistema mais regional de políticas que temos”, concluiu.